Até Quando?







Depois de sofrer outra agressão física e psicológica,
Olhou-se no espelho e não se reconheceu.

A vida ao lado do homem que havia escolhido era sufocante,
Massacrante,
Angustiante,
Revoltante.

Apesar da revolta interior não conseguia desprender-se,
Não conseguia livrar-se daquelas amarras.
O ar que respirava pesava mais do que chumbo.

Uma guerra incessante apoderou-se do seu ser fragilizado,
Sentia-se sozinha, mas haviam muitas pessoas que a queriam bem,
Que a defendiam,
Que a aconselhavam,
Mas ela não compreendia,
Estava cega,
Era em vao.

Escondia na alma feridas que jamais se cicatrizariam,
Deixava um rasto de sangue invisível por onde passava,
A dor que sentia era tao absurda que latejava a carne.

Sem rumo,
Seguia,
Perdida,
Sem futuro,
Sem sonhos,
Sem noção,
Na solidão que tingia de escuro seu coração...


                                                       
                                                          
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

8 comentários:

  1. ░░▄███▄███▄
    ░░█████████
    ░░▒▀█████▀░
    ░░▒░░▀█▀
    ░░▒░░█░
    ░░▒░█
    ░░░█
    ░░█░░░░███████
    ░██░░░██▓▓███▓██▒
    ██░░░█▓▓▓▓▓▓▓█▓████
    ██░░██▓▓▓(◐)▓█▓█▓█
    ███▓▓▓█▓▓▓▓▓█▓█▓▓▓▓█
    ▀██▓▓█░██▓▓▓▓██▓▓▓▓▓█
    ░▀██▀░░█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
    ░░░░▒░░░█▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓▓█
    ░░░░▒░░░█▓▓▓▓█▓█▓▓▓▓▓█
    ░▒░░▒░░░█▓▓▓█▓▓▓█▓▓▓▓█
    ░▒░░▒░░░█▓▓▓█░░░█▓▓▓█
    ░▒░░▒░░██▓██░░░██▓▓██
    ████████████████████████
    █▄─▄███─▄▄─█▄─█─▄█▄─▄▄─█
    ██─██▀█─██─██─█─███─▄█▀█
    ▀▄▄▄▄▄▀▄▄▄▄▀▀▄▄▄▀▀▄▄▄▄▄▀.....★MaRiBeL★

    http://yomismaokk.blogspot.com.es/

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, querida Vanessa!
    Até quando a fortaleza alcançar seu coração...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  3. Boa Noite, querida Vanessa!
    Muitas pessoas passam por isso até que Deus as liberta, tomam um gosto por si mesmas e vencem todas batalhas...
    Linda forma de expressão, em versos, dos sentimentos que sufocam!
    Bjm muito fraternal

    ResponderExcluir
  4. O teu poema, é um vaguear no céu ensombrado da noite, fluindo vermelho e intenso, acompanhado de imagens que nos cercam como destroços e nos cegam como se fossem o estio da memória!

    Beijos...
    AL

    ResponderExcluir
  5. Olá, Vanessa, como vai? Como é triste quando a pessoa sofre abusos físicos e psicológicos e não consegue enxergar a própria escuridão! Estima baixa e depressão também matam. Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Vanessa!
    Belos versos que exprimem uma triste realidade!

    Boa pergunta: "ATÉ QUANDO?"

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  7. Olá Vanessa.
    No teu poema dizes do sofrimento "por amor", que na verdade é uma prisão da qual nem todas as mulheres conseguem libertar-se. O teu canto é em favor dessas mulheres que se deixam fascinar e pagam alto preço pelo amor e pela doação. Parabéns.
    Abraço, Pedro.

    ResponderExcluir
  8. E sáo muitas histórias assim,vemos esse
    sofrimento quase todo dia, mas em forma de
    poema ficou perfeito, elogios sempre
    Bjussss
    Madrecita!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações