Mais uma Vida Por Favor!



Lágrimas sentidas rolavam pelo seu rosto,
Sua música preferida tocava na vitrola que havia comprado para ela nos anos 40,
Um presente que nunca deu,
Imagens distorcidas de um passado muito distante vinham a sua  mente,
Arrependimentos do que nunca foi vivido,
A falta de coragem por não ter lutado,
A covardia por ter desistido daquele amor causava-lhe náuseas.

Teve todo o tempo do mundo,
Teve a vida inteira para decidir o que parecia simples,
Mas agora não havia mais tempo,
Não havia tempo algum.

Respirava com dificuldades, faltava-lhe o ar,
O espirito precisava deixar aquele corpo envelhecido.

Na noite anterior havia completado 90 anos,
E até ali, naqueles últimos instantes lembrava-se dela,
Aquela que havia sido a dona dos seus pensamentos por anos e anos.

Por interesses financeiros casou-se com outra,
Vendeu-se para uma mulher desprezível,
Em seus pensamentos mais obscuros,
Tinha a esperança de um dia ficar viúvo, só assim herdaria toda aquela fortuna,
E reconquistaria seu amor,
Era isso o que mais desejava na vida,
Mas o tempo voou,
A moça casou-se com alguém que nao tinha dinheiro e foi muito feliz,
Nunca mais teve noticias dela.

E só agora, no momento final da sua existência
Percebeu que até nos momentos de prazer,
Fazia amor com sua mulher de olhos fechados,
Não suportava vê-la.

O tempo todo  imaginava ela,
Ela que era a moça mais bonita que havia conhecido,
Era pra ela que fazia juras de amor,
Era o corpo dela que tocava,
Era o cheiro dos cabelos dela que sentia,
Era a boca dela que beijava loucamente.

E ali,  em seu leito de morte não poderia ser diferente,
A imagem angelical daquela garota,
Que por toda vida foi a dona do seu coração,
Veio resgatar-lhe da solidão,
Na mente dele,
Era ela quem estava ao seu lado e segurava sua mao...


                                                               
                                                                        
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

9 comentários:

  1. Linda e triste poesia de uma vida não vivida com quem queria ou amava..Tristeza! beijos, chica e bom te ver novamente!

    ResponderExcluir
  2. Lindo e triste, muitas pessoas percebem que seguiram um caminho que, por ilusão as fizeram se perderem de si mesmas!
    Grande sensibilidade por aqui, amei ler amiga Vanessa!
    Ah, que triste é isso, de perceber que não há mais tempo!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  3. Pelo meu momento de dor... chorei bastante com suas palavras...
    As pessoas insistem em desistir...

    Abraços, obrigada...

    ResponderExcluir
  4. Que triste não saber escolher o amor
    o tempo passa e as recordações dói dentro
    da alma, é assim sempre.....Dor e sofrimento
    Muito triste mas lindo a maneira que escreveu
    Elogio por toda vida!!

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Vanessa, como vai? Penso que deve ser bem assim, no final da vida deve passar um filme em nossa cabeça e ser á o momento de avaliar se fizemos as escolhas certas ou não. Por experiência sei que as escolhas feitas pelo coração sempre são as mais acertadas, pena não ter sido o caso. Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Vanessa,
    Quantos pensadores disseram que a vida tem muito a ensinar-nos, basta atentarmos para tudo o que nos cerca. Acho que o seu poema diz que, com a idade avançada, o que se precisa é mais um pouco de vida. Donde se conclui: a aprendizagem com a vida tem a sua serventia para um pequeno espaço, em razão da finitude da vida. Parabéns.
    Abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  7. Olá Vanessa.
    Sem nos darmos conta, perdemos momentos importantes em nossa vida,
    e quando disso nos damos conta e pretendemos mudar o rumo, já é
    tarde, muito tarde.
    Gostei do seu texto, parabéns.
    Abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  8. Olá Vanessa.
    Um belo poema. O que se teve na juventude,
    e depois, na idade de jovem adulto, o tempo
    impiedoso substituiu por todas as fraquezas
    do corpo. É um dar e tirar injusto, como está
    no seu belo poema. Parabéns.
    Abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações