Grama Verde




Há lugares escondidos dentro do meu coração,
Trechos e caminhos inusitados,
A aparência de cada um reflete minhas emoções,
E exatamente o que estou vivendo no momento.

A criança que fui ainda vive dentro de mim,
A todo custo tenta proteger-me de todos os perigos,
Sua voz doce fala ao meu ouvido por onde devo seguir,
As vezes quero esconder-me estre as pedras,
Outras vezes perco-me na trilha de uma montanha imaginária.

Uma vez o cenário de uma guerra interior foi tão devastador que tentei fugir para sempre,
Mas ela olhava-me de  longe sem que eu percebesse,
Sutilmente aproximou-se e pegou minha mao,
Aos prantos deitei-me  em seu colo e adormeci.

Quando despertei um sorriso coloriu-me o rosto,
E a paz inundou-me completamente,
Fiquei sem entender,
O cenário da guerra que despedaçava-me havia desaparecido,
Estava em outro lugar,
Exatamente o lugar onde desejava estar,
Belo e calmo,
A grama era de um verde brilhante e o céu de um tom azul majestoso.

Para consolar-me com doçura,
A criança que fui deixou-me em outro cenário....



Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

3 comentários:

  1. Boa noite, querida Vanessa!
    Nossa criança interior é muito esperta, sabe o que nos faz bem!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  2. Ler VC é sempre um delicioso fascinio!... bjss

    ResponderExcluir
  3. Olá, Vanessa! Que bom que conserva sua criança interior, nos faz bem, desde que não nos impeça de crescer. A proteção é saudável quando nos livra da dor e de batalhas internas. Abraços!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações