A Neve




Mais um inverno havia chegado,
E a neve que caia lá fora, de mansinho congelava seu coração.
Era difícil, complicado explicar,
Mas ela sentia-se uma estranha dentro daquela família,
“A sua própria família”
O marido vivia em seu mundo egoísta,
E as crianças, era assim que ela pensava,
Mas na verdade os filhos já eram adolescentes, e também viviam num mundo a parte,
Um mundo vivido “ciberneticamente”  e desse mundo ela como mae não fazia parte.

Vivia só numa casa luxuosa,
Naquele lar habitavam quatro pessoas,
Ela, o marido e os dois filhos, mas ninguém notava ninguém,
Os filhos trancavam-se em seus quartos,
E aparentemente pareciam felizes por viverem dentro de um computador,
Ali tinham tudo que necessitavam,
Amigos, conversas e amores.

O marido por sua vez, quando chegava do trabalho dava-lhe um beijo sem sabor e logo trancava-se em seu escritório para responder os e-mails dos clientes que havia atendido ao longo dia.

O jantar estava posto a mesa sempre as 21.00 hs, caprichava nos pequenos detalhes, a toalha da mesa era sempre nova, os guardanapos sempre bem posicionados ao lado dos talheres de prata, as velas perfumadas deixavam o ambiente aconchegante,  e as taças coloridas davam um ar requintado a mesa.

Mas os filhos jantavam no quarto enquanto conversam com os amigos pela web, o marido sempre estava sem fome, afinal todos os dias depois do trabalho, pegava um happy our com alguns amigos, ali comiam e bebiam a vontade, sem pressa e sem hora.

Ela pensava que ao longo do tempo, havia adquirido poderes mágicos, pois sentia-se  completamente invisível.
Todas as noites, sempre estava sozinha naquela sala de jantar.
Enquanto degustava seu prato,
Aos prantos, observava pela janela  a neve que caia lá fora, e que de mansinho, dia após dia, congelava seu coração...
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

7 comentários:

  1. Lindo Vanessa embora muito triste, solidão é algo cruel demais! Bjosss

    ResponderExcluir
  2. Vanessa, ainda hoje de manhã passei por aqui e notava sua ausência, mas olha só que surpresa ao cair da noite - vejo uma história em que tantos se projetam... esses vazios no meio de outras pessoas, estas indiferenças que surgem nos lugares onde a classe social é o que menos conta... Vida!!! Vidas!!!
    Quantos corações não são congelados pelas existências... enquanto a neve cai os sonhos derretem-se em meio às lágrimas que o coração destila.
    Tocante!

    Um beijinho e linda noite!!!

    ResponderExcluir
  3. Rica e infeliz
    É assim por esse mundo quantas vivem
    como ela, tem de tudo e ao mesmo tempo não tem
    nada.
    Uma vida que deixou para trás seus encantos
    Lindo e triste

    Tenha uma boa semana e feliz dia
    dos namorados


    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  4. A pior solidão é quando temos pessoas a nossa volta que não nos percebe.
    Um lindo conto, triste mas verdadeiro.

    ResponderExcluir
  5. Tanta gente vive assim, isso pq o ser humano é egoísta. Esquece do que é realmente importante e o que é importante são as pessoas, principalmente aquelas do nosso convívio.
    Enqto as pessoas valorizarem bens materiais, dinheiro, o mundo será assim...

    Triste e verdadeira realidade


    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. uma realidade que é comum em muitas casas.

    eu costumo dizer, e por vezes bastava apenas um abraço, e nem isso há.

    deixo meu beijo amigo.

    :)

    ResponderExcluir
  7. Vanessa,uma realidade essa solidão em familia hoje em dia! Um belo texto! bjs,

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações