Definida Em Abstrato





Você conseguiria definir-se?
Saberia dizer claramente quem és?
Eu não!
Sei quem sou conscientemente,
Mas a palavra que me define ainda não foi inventada.
Sou a mistura de tudo e mais um pouco,
E a falta de todos os ingredientes.
Não gosto mais da cor amarela,
Mas já gostei.
Já gostei tanto da madrugada, que achei que me transformaria em vampira,
Ou em alguma espécie de criatura da noite.
Hoje gosto mais do dia,
E aquele efeito noturno e misterioso que havia sobre mim,
Certamente, sobrevoa outros seres.
Hoje prefiro o dia,
Deixei de gostar de algumas coisas e aprendi a me interessar por outras.
Não me sinto mais com "super poderes",
Não me acho mais a “tal”,
Aprendi que sou nada mais, do que um alguém como qualquer outro.
A “mulher maravilha” abandonou meu ego há muito tempo,
Aprendi a viver sem ela.
Talvez agora eu seja mais parecida com a Jeannie é um gênio,
Sem poderes.
Talvez eu seja mais parecida com meus pais,
Meus avós, com alguém ou ninguém!
Talvez eu seja um pouco de tinta numa tela em branco,
Ou apenas um pincel que fica na esperança de colorir  vestígios de si mesmo.
Talvez eu seja uma tela que aguarda ansiosamente olhares,
Ou quem sabe, eu seja a primeira vernissage de um pintor,
Que teria como obra principal, os traços de uma mulher sem começo e nem fim.
Talvez eu consiga definir-me assim,
Talvez eu seja definida assim,
Exatamente assim,
Em abstrato...





Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

13 comentários:

  1. Que maravilha Vanessa, simplesmente maravilhoso. Amiga, realmente não dá para nos definir, eu por exemplo, ao longo de minha vida, mudei muito, muito mesmo, pois sou aberta a mudança, adoro o novo, o imprevissível, me adapto fácil e costumo dá adeus a tudo que me faz mal... por ai dá pra ver que me definir é missão impossível... adoro! Um bj grande e parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  2. Vou apoderar-me do "abstrato" e acrescentar "incógnita"... ou "indecifrável"... olhe que me perdi buscando tal definição!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olha quantas vezes me imaginei assim um abstrato, e ainda me imagino pq a maioria das vezes sinto que ninguém me vê, e ficar numa tela em branco é o final que dou pr amim mesma
    Sei la pode ser que me olham sim e eu que não percebo.....Mas achei muito bonito esse poema, bom mesmo
    Elogios mil pra vc

    Abraços com carinho

    └──●► ¸.·*´¨) ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
  4. Minha querida irmã dizer o que depois disso uau !!!!!!
    Ameidorei.

    ResponderExcluir
  5. Oi Vanessa!
    Me senti mergulhada nesse belíssimo poema,o qual mostra que as pessoas estão em processo de transformação...
    Então,definir-se é limitar-se.
    Eu ainda adoro amarelo,mas não tardo a mudar!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Que linda, adorei essa imagem que você trouxe uma pintura abstrata para o ser.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. por vezes somos tudo isso que você tão bem definiu

    uma boa semana.

    um beijo


    :)

    ResponderExcluir
  8. Olá Vanessa!

    Linda, poesia.
    Penso que é difícil definirmo-nos em palavras, em gestos puros. Mas num retrato, mesmo que abstrato revela da nossa alma o que palavras não falam e o que certos gestos não mostram.

    Obrigada pela visita.
    É sempre uma honra receber-te no meu cantinho.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. "Talvez eu seja um pouco de tinta numa tela em branco"Lindo!!
    E é bom estar assim, a qualquer momento podemos não ser e passar a ser.Poder reciclar nossas vontades, nossos gostos, olhar com leveza para outros horizontes, nos encontrar em várias nuances, e vários lados do cristal.
    Bjs. Adorei

    ResponderExcluir
  10. Minha querida

    mudamos tanto ao longo da vida, que o que ontem era uma certeza, hoje deixou de ser.
    A vida ou talvez a idade vai-nos modificando.
    Um texto muito profundo.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. Na verdade somos muitos..e muitas.em um só...as dúvidas sempre nos acompanharão...bela reflexão!!!
    abraçosss

    ResponderExcluir
  12. Meninaaaa fiquei pensando nisso e quase enlouqueci kkkk difícil, difícil... porque a gente sempre muda, se transforma,rss - Ontem fui uma, hoje sou outra, amanhã sei que vai ser dierente, só espero mudar para melhor ne rsss - Bjos querida.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações