Em dias Assim - BC Coletiva


Olá Caros Amigos e Leitores,
Participo de mais uma blogagem coletiva do Café entre Amigos - www.cafeentreamigos.com,
com o tema:

O que escreveria na última folha em branco do mundo?

Esse poema que fiz em 21/01/2012, retrata exatamente o que escreveria.
http://www.escritoradeartes.com/2012_01_01_archive.html


Em dias Assim

A chuva não para de cair lá fora,
Esse céu cinzento e sem graça se parece com o de Londres,
Em dias assim, me lembro dos momentos que passei viajando,
Relembrar os lugares por onde passei,
Faz-me feliz,
Os aromas que senti,
As paisagens deslumbrantes que vi quando percorri a europa,
O sabor dos pratos,
Do vinho,
Do sorvete italiano,
Do violino tocado com emoção numa praça de Viena,
Lembro-me de um homem vestido de gladiador em frente ao Coliseu,
Do campo de concentração que arrancou-me as palavras,
Lugares místicos e exóticos que conheci.

A chuva continua sem cessar,
E eu aqui mergulhada nas lembranças,
Não me esqueço jamais do pão caseiro e da limonada gelada que a tia Jacira do Paraná fazia,
Da reunião em família,
Das partidas de truco, que quase sempre acabavam em briga,
Lembro-me da época da infância,
Éramos tão inocentes,
Riamos como bobos,
Que saudade tenho dos amigos que cresceram comigo,
Dos que partiram tão cedo,
Dos filmes de terror que assistia nas madrugadas com  minha irmã Gabriela,
De quando minha irmã Patricia imitou a Madonna na escola,
Eu era sua fã número um, para mim ela era uma artista, sempre senti muito orgulho dela,
Da alegria do meu irmão Luis Henrique ao ver o mar pela primeira vez,
Das barracas no quintal que eu fazia com meu primo Tiago,
Do papo cabeça com a minha tia Cibeli,,
Dos bailes que eu ia com a minha mãe,
Das partidas de futebol de salão com meu pai,
Das broncas que eu levava da minha avó Aurora,
Da delicadeza na fala da minha avó Florinda,
Dos olhos azuis do meu avô Vicente,
Da comida da minha tia Ana Luiza,
Da liberdade do meu tio Augusto,
Enfim,
Como é bom relembrar esse tempo,
Tempo em que as lembranças tornaram-se mais sólidas que o tempo,
Em dias assim,
As recordações se apossam de mim...



Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

18 comentários:

  1. Oi Vanessa! Um momento nostálgico num poema lindo. Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa :)
    Certamente a última folha de papel em branco,seria presenteada com um texto
    belíssimo;destes que a gente não cansa de ler e reler.
    Adorei sua participação!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  3. Cada frase, cada palavra da sua poesia traz uma sensação!!! isso é escrever arte! abraços

    ResponderExcluir
  4. Que bela lembranças guardadas no coração, seria excelente para quem lesse essa ultima folha. Amei sua escolha como sempre as palavras dançam diante de nossas mentes.

    ResponderExcluir
  5. Oi Vanessa!

    Linda a sua participação! Sem dúvida, registrar nossos momentos seria a melhor das escolhas para escrever numa última folha em branco.

    Beijos,

    Selma

    ResponderExcluir
  6. En días así de lluvia as lembranças tornam-se mais sólidas que o tempo. Recordamos momentos que hemos instaurado en nuestra memoria con imágenes doradas de esplendor.
    Precioso.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  7. Lindo o poema, se tevesse uma única folha em branco nesse mundo eu escreveria Jesus te amo.
    Vanessa tem post novo lá no blog.
    Links:

    Estrela da Manhã

    Divulgue seu blog no face

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema, seria um prazer ler estas palavras na última folha de papel do mundo. Parabéns!!

    http://palavrasdevalquiria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Lindo! Adorei a poesia e participação,bem emocionante! beijos,chica

    ResponderExcluir
  10. Oi Vanessa! Tempos bons mesmo em meio a fatos ruins. O que importa é que todos eles contribuíram para compor sua identidade e sua personalidade, que eu adoro. Tenha bons dias!

    ResponderExcluir
  11. Que familia talentosa!Linda poesia,Vanessa!Muito bem utilizada essa folha!Já peço pra postar no meu blog do Recanto sua poesia.bjs,

    ResponderExcluir
  12. Lembrei da Tia Jacira tbm ainda bem que cheguei a conhece-los pessoas boas demais e os pães feitos no forno a lenha e a limonada gelada naqueles canecão de alumínio que brilhavam, achei ótimo suas ultimas palavras na folha em branco.
    Eita saudades do meu Paraná rs

    ResponderExcluir
  13. Coisas boas em Vanessa...família, agora ver a Pati dançando Madona tem foto? ia adorar ver rs...vc tem boas lembranças seria um belo texto de ler na ultima folha em branco.

    ResponderExcluir
  14. Oii Vanessa muito lindo seu texto, boas lembranças e momentos que fizeram e fazem a vida valer a pena! ótima sua participação! Bjooss

    ResponderExcluir
  15. Olá Vanessa.
    Bela escolha do que escrever em sua ultima folha em branco. Lembranças já escritas no coração.
    Parabéns.
    Um linda sexta feira. Beijos.

    ResponderExcluir

  16. Lindo, Vanessa.
    Bem apropriado mesmo para deixar registrado na última folha em branco do mundo, ou seja, as lembranças de uma vida, já eternizadas na memória do coração.

    Bela participação.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Puxa, que desafio interessante! E sua participação foi simplesmente maravilhosa...adorei! Parabéns.

    bjs

    ResponderExcluir
  18. depois de tudo isso..............
    te digo........
    Arrasouuuuuuuuu
    Enfim é sua ultma folha
    M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A
    bJUSSSSSSSSSSSS
    mIL
    rITA!!!!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações