O Barco




O barco que me levará daqui está a minha espera,
Mas para alcançá-lo,
Terei que atirar-me ao mar,
E nadar incansavelmente em sua direção.

As vezes tenho a impressão que ele está mais perto do que imagino,
Mas as vezes sinto que nao poderia alcançá-lo,
Nadar até ele poderia ser perigoso demais ou fatal.

E de tanto observá-lo,
Tenho a impressão que ele faz parte de mim,
As vezes sinto que tudo isso vai mais além,
Sinto que sou o barco que está ancorado além das ondas a minha espera,
Na esperança de levar-me sobre as águas mansas do mar,
Para onde em terra firme,
Meus pés,
Jamais,
Jamais chegariam....


Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

14 comentários:

  1. Oi Vanessa! O barco está onde o colocamos e sempre à nossa espera, mas cabe a você tomar a decisão de embarcar e atingir seu objetivo. Sintomático?
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi querida
    Saudades
    Nadando no mar da sua imaginação,nunca alcançará o barco, mas com sua força, fará o remador trazê-lo até à terra firme ancorá-lo e, poderá se quiser dar uma volta nas mansa águas do mar, só para sentir o cheiro da água salgada, voltando saberá que é na terra firme que está a paz.
    Um beijo
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Bom dia filhota, com certeza bonito como sempre, mas toda vez que temos que sair com esse barco, nosso coração chora,,,,mas como sabe só nós mesmas temos que tomar uma dicisão
    Não deixe ele muito tempo ancorado
    Bjão
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  4. Você é um barco divino, que traz até nós a linda poesia que só vem às mãos de quem é digna de recebê-las! abraços

    ResponderExcluir
  5. Magníficas metáforas y grandes figuraciones sobre ese barco que nos está esperando para emprender un viaje de sosiego y de Paz.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  6. Vanessa, cuando creemos que todo está perdido, nacen nuevas esperanzas
    Muchas veces nos subimos a ése barco creyendo que es la salvación y no es más que una ilusión.

    Buen finde, abrazos.

    ResponderExcluir
  7. O meu barco no momento esta a deriva, como vc mesma disse uma vez espero não perder os remos...adorei o poema.

    ResponderExcluir
  8. Oii amiga, acho que tem sempre um barco em algum lugar nos esperando, alguns encontramos e de outros fugimos... bjooosss

    ResponderExcluir
  9. Olá Vanessa.
    Lindo poema.
    O mar tem seus encantos, porem temos que tomar cuidado para estar fazendo a coisa certa, pensando com a razão, já o coração diz pule sem medo, pois o que nos vale uma vida sem correr riscos.
    Amei. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde, Vanessa. Tenho essa sensação que o seu poema descreve lindamente.
    Sei que tenho que nadar, mas não sei fazê-lo, não consigo.
    Talvez, tenha medo do incerto, do que encontrarei nesse mar imenso
    Lindo poema.
    Beijos na alma e excelente fim de semana!

    ResponderExcluir
  11. Oi Vanessa!
    Ouse alcançar esse barco,pois vc é corajosa.
    De um jeito ou de outro,sempre estamos em travessia...
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  12. Nesse momento acho que o mais prudente é se deixar levar com a maré, de barco ou boiando, até que as correntezas a levem para a almejada terra firme. Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Olá, Vanessa!

    Eis a questão ir até o barco, morrer afogado ou desistir? Ou será que estamos vivendo em um barco interior sem percebermos?
    Isso cada um sabe a resposta, mas só cabe a cada um mesmo decidir o que fará.
    Bjoks

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações