Meias Vermelhas




A filha arrumava as malas mais uma vez,
Mais uma vez iria para bem longe,
A mae olhava-a com carinho,
Seu coração estava apertado,
Sabia que sofreria de novo com a ausência dela,
Mas sabia também, que filhos foram feitos para o mundo,
E torcia acima de tudo pela felicidade da sua menina,
Que já era uma mulher,
Mas que novamente iria aventurar-se em outro país.

Quando a filha terminou de arrumar as malas seu coração disparou,
E um vazio tomou conta do seu peito,
Enquanto tentava conter as lágrimas,
Foi até seu quarto e pegou dentro do armário um pequeno embrulho,
Aproximou-se da filha e disse que aquele era seu presente,
Mas que não era um presente qualquer,
Ali naquele pequeno embrulho, continha um par de meias vermelhas,
Contou a filha, sobre a história que sabia sobre as meias,
E a menina que já era uma mulher, emocionou-se,
A mae continuo dizendo, que entre elas tudo seria exatamente igual,
Na história que ela contou a filha,
“A mae vestia o menino com meias vermelhas,
Para reconhecê-lo de longe, se ele se perdesse”.

Mas na história delas,
A intenção da mae,
Era que a filha mesmo distante, jamais a esquecesse....



PS. Dedico esse poema a minha mae, (Rita) que me presenteou com um par de meias vermelhas com esse mesmo intuito, sempre levei as meias vermelhas, em todas as minhas viagens, aproveito para dizer que onde quer que eu esteja, vc Ritinha sempre estará comigo..
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

15 comentários:

  1. Nunca se esquece um filho, não importa aonde ele esteja, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  2. Uma crônica para comover mães e filhas...Quanta ternura!
    Beijos, Vanessa,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  3. Mãe nunca se esquece de um filho, mesmo que ela tenha vários mais se um for embora o coração dela nunca se esquece que o outro está longe. Vanessa tem post novo lá na lucimar virtual, segue os links abaixo beijos.
    Links:
    Estrela da Manhã
    Lucimar Virtual
    Divulgue seu blog no face

    ResponderExcluir
  4. Oi querida!

    Amor de mãe é incondicional, ela é mãe e protetora em qualquer situação.
    Guarde bem as meias, pois eu sinto uma saudade imensa da minha mãe que desde a minha mais tenra idade ensinou-me a viver com dignidade.
    Parabéns por esse lindo amor
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Filho é uma dádiva, os meus são as coisinhas mais lindas que Deus poderia ter me dado, jamais os esquecerei e sei que estou sempre presente em seus pensamentos.
    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  6. Não há maior proteção, que levar dentro si tamanha recordação! abraços

    ResponderExcluir
  7. Muito bonito o poema e não sabia dessa historia rs gostei.

    ResponderExcluir
  8. Há que legal, adorei, vou dar meias vermelhas p minha filha que está longe de mim rsrslindo!
    Vanessa te mandei uma mensagem privada no Face qdo puder me da um retorno! bjooooss

    ResponderExcluir
  9. Oi linda!

    Fiquei emocionada demais agora...
    Estou tão longe da minha mãe e do meu irmão que tanto amo. Estou longe demais de pessoas importantes e de confiança... Uma solidão.

    Seu texto é lindo!

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir
  10. Entrañable y emotiva Historia personificadas en esas medias rojas.
    Precioso.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá Vanessa.
    Fiquei emocionada com este post, lindas palavras.É um gesto muito marcante entre mãe e filha.
    Parabéns pelo carinho prestado a Rita que é um amor de pessoa.
    Dias de muita paz e harmonia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Se chorar é bonito então chorei
    Chorei muito quando isso aconteceu
    Dei a meia para que la de longe vc
    não ficaria perdida , e onde quer que fosse eu te acharia
    Linda história a nossa né Vanessinha
    E todas as vezes que vc viajou eu
    fiquei aqui imaginando vc com essas meias
    Bjusss com todo meu carinho de uma mãe
    CHORONAAAAAA
    rITA!!!!

    ResponderExcluir
  13. Olá Vanessa,
    Venho lá do blog da Kellen
    Fiquei encantada com a sua participação por lá e
    Agora, chegando aqui me deparo com um texto tão lindo e emocionante
    Parabéns pela postagem
    Um grande abraço de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  14. Querida amiga

    Infelizmente
    os pais estão
    condenados
    a solidão...

    Acorda a alegria em ti,
    como quem acorda uma pessoa muito amada...

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações