A Viagem



  


Comprei uma passagem que eu imaginava ter por destino a felicidade,
Na verdade eu nem pensava em retornar,
Eufórica com a ideia,
Sem pensar nas consequências e nos riscos que eu corria,
Viajei,
Levei daqui apenas a minha coragem e nada mais,
Antes de partir, escrevi uma carta de adeus, coloquei-a dentro de uma garrafa e atirei-a ao mar,
Para que as ondas levassem para outro continente meus lamentos,
Por um instante senti medo em deixar tudo para trás,
Mas a vontade de viver intensamente superava meus limites,
Eu queria conhecer o mundo e esse era o meu maior desejo,
Larguei tudo, casa, amor e família,
Fui sem olhar para trás e deixei por aqui problemas pendentes,
Fui em busca da liberdade,
Fui sem perceber que ainda estava presa a correntes invisíveis,
Fui para bem longe,
Ultrapassei as barreiras geográficas,
Conheci lugares inimagináveis e inesquecíveis,
Rodopiei pelo mundo e até cheguei a esquecer das minhas dores.

Mas um dia, enquanto passeava pela praia do mediterrâneo,
Avistei uma garrafa colorida e corri em sua direção,
Ao abri-la assustei-me, percebi que aquela carta era minha,
Ela havia percorrido os oceanos assim como eu,
Reli o meu adeus, os meus lamentos e as minhas dores,
E tudo veio a tona.

Percebi que independente da distancia,
Todos aqueles sentimentos continuavam presos a mim,
O fato de estar longe não significava que eu estava resolvida,
Descobri que eu vivia uma liberdade inventada,
Fantasiei o tempo todo uma vida que não era a minha,
E que a distancia não exterminava problemas,
Decepcionei-me quando percebi que eu não era feliz,
Que eu poderia estar em qualquer lugar do mundo,
Que continuariam presos a mim,
Todas as minhas impressões, os meus amores e as minhas desilusões,
Só então compreendi,
Que a felicidade não depende da coragem e nem é feita apenas de sonhos,
Eu poderia até encontrar a tal felicidade, mas antes teria que percorrer um longo caminho a procura da paz interior,
A paz que eu havia perdido ou talvez nunca tivesse encontrado,
Me dei conta,
Que a viagem que eu tinha que fazer,
Era a de mergulhar profundamente dentro do meu eu mais obscuro,
Conhecer-me primeiramente,
Eu precisava com urgência descobrir quem era aquela mulher que eu via todos os dias quando  olhava-me no espelho.

Decepcionada, descobri que eu não sabia nada sobre ela,
E onde ela gostaria de chegar, isso eu também não sabia,
Entendi que para conhecê-la eu teria que viajar até o fundo da minha alma, para descobrir que a estrada da liberdade que leva a felicidade,
Permanece a minha espera, escondida em algum lugar dentro da  mulher que sou...   


  

                    
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

29 comentários:

  1. Não adianta onde vamos as vezes os maiores problemas somos nós mesmos.

    ResponderExcluir
  2. O mais incrível é que podemos guardar tudo dentro de nós, amor e desamor, felicidades e tristezas, alegrias e decepções, mais só assim é que vivemos e aprendemos constantemente que não sabemos quase nada.

    Um lindo e iluminado final de semana.
    Carreguei sei link para morar comigo.
    Beijinhos de paz.
    Lua.

    ResponderExcluir
  3. Olá Escritora de artes, realmente
    você é uma ótima escritora.
    Espero diariamente um post seu para voar nos seus
    pensamentos
    Tem livros publicados?
    Se tiver, comprarei todos...
    Abraço querido
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  4. Viajar para o nosso interior... entender e atender nossas interrogações existenciais... eis a grande e mais difícil viagem, mas quando a realizamos e encontramo-nos transcende uma enorme paz!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Vanessa, interessante seu poema. Há um tempo atrás pensei em ir embora (ainda penso, às vezes), mas não pode servir como uma fuga para os problemas, porque estes sobreviverão conosco. encontramos um novo caminho dentro de nós mesmos. Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Que a viagem que eu tinha que fazer,
    Era a de mergulhar profundamente dentro do meu eu mais obscuro,


    É mais pura verdade não podemos nos livrar de nós mesmos não é? Feliz aquele que tem essa percepção.

    ResponderExcluir
  7. Para termos a felicidade temos que encontrá-la no espelho, antes de buscá-la em outro lugar!

    ResponderExcluir
  8. Olá Dorli,

    Ainda nao tenho nada publicado, mas penso nisso sim!

    Obrigada a todos que comentaram

    ResponderExcluir
  9. Por vezes, para nos afastarmos definitivamente dos problemas temos que os olhar de frente....

    ResponderExcluir
  10. Vanessa, a Vida é eterna, temos que conviver conosco eternamente, por isso que há essa válvula de escape que é criar, pois em versos e poemas podemos pelo menos nos transportar aonde temos necessidade de encontrar nossa identidade!
    Nossa identidade é mesmo bem dentro, no mais profundo do nosso "eu"!
    Abraços linda Escritora de Artes!
    Lindo esse poema!
    Abraços
    Ivone

    ResponderExcluir
  11. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    ...quando não encontramos a felicidade dentro de nós mesmos, é inútil procurar em outra parte...
    Bom final de semana!
    beijos com carinho!

    ResponderExcluir
  12. Adorei o seu comentário.

    Realmente, sem paz interior não há felicidade que nos sustente.
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  13. Que linda história Vanessa, realmente não adianta cruzar mares e oceanos p fugir das nossas inquietações e limitações, elas irão conosco onde formos, adorei a reflexão! Não vou me arriscar a jogar uma carta no mar por que corro o risco de tbém reencontra-la rsrrsrs Bjooooos

    ResponderExcluir
  14. Temos de enfrentar os nossos problemas,não resolve fugir, verídico a história :), bjs bom final de semana..fica com Deus

    ResponderExcluir
  15. Que profundo!!!!!

    Mas com certeza essa busca pela
    bela mulher que se esconde tem
    que procurar onde vc está mesmo
    Só ai a gente se encontra
    Maravilhoso e faz a gente refletir
    um pouco sobre tudo Bjuss de bom final de semana!!!!

    ResponderExcluir
  16. Todo e qualquer problema só existe se assim o criamos... Somos inteiramente e exclusivamente responsáveis por nossas felicidades.

    Beijos e bom final de semana,

    ResponderExcluir
  17. Sem dúvida essa é a verdadeira viagem aquela que fazemos em busca do que somos de verdade sem máscaras sociais ou emocionais.
    Um belíssimo texto.
    Beijokas e meu carinho.

    ResponderExcluir
  18. A amizade é a doce canção da vida é a poesia da eternidade.
    O Amigo é a outra metade da gente.
    O lado claro e melhor.
    Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco mais de nós mesmos.
    O Amigo revela, desvenda, conforta.
    É uma porta sempre aberta em qualquer situação.
    Um lindo e abençoado final de semana .
    Um Domingo na paz e na luz..
    Beijos no coração com carinho.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  19. Podemos mudar de lugar, mas o que há dentro de nós continua a nos acompanhar. Isso também vale para as coisas boas, não esqueça.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Sem palavras, descreveu o que acontece com muitas pessoas, e não adianta viajar ou estar na nossa cama, a fuga é impossivel.
    Beijos bom domingo

    ResponderExcluir
  21. Vanessa, seu poema foi magistral. Não adianta fugir, se a prisão estiver dentro de nós.

    Tem um trecho de "Assim falou Zaratustra" que aborda esse tema sobre se "se encontrar", "se conhecer", etc.

    Talvez você já conheça:

    "Agora, prossigo sozinho, meus discípulos! E vós, também, agora, ide embora sozinhos! Assim o quero.

    Em verdade, eu vos aconselho: afastai-vos de mim e defendei­vos contra Zaratustra! E, ainda melhor, envergonhai-vos dele! Talvez vos enganasse.

    O homem de conhecimento não deve poder, somente, amar seus inimigos, mas, ainda, odiar também seus amigos.

    Retribui-se mal um mestre quando se permanece sempre e somente discípulo. E por que não quereis arrancar folhas da minha coroa?

    Vós me venerais; mas e se, algum dia, a vossa veneração vier a morrer? Tomai cuidado com que não vos esmague uma estátua!

    Dizeis que acreditais em Zaratustra? Mas que importa Zaratustra! Sois os meus crentes; mas que importam todos os crentes!

    Ainda não vos havíeis procurado a vós mesmos: então, me achastes. Assim fazem todos os crentes; por isso, valem tão pouco todas as crenças.

    Agora, eu vos mando perder-vos e achar-vos a vós mesmos; e somente depois que todos me tiverdes renegado, eu voltarei a vós.

    Em verdade, com outros olhos, meus irmãos, procurarei, então, os que perdi; com outro amor, então, vos amarei."

    ResponderExcluir
  22. Acho que isso acontece com muitos...
    Mas por onde vamos sempre levando na bagagem tudo que carregamdos no nosso ser. Tanto os bons quanto os ruim.


    Beijos !

    ResponderExcluir
  23. Caro(a) amigo(a), boa tarde!

    Gostaria de convidá-lo a visitar a coluna Haicais de Domingo do Poetas de Marte

    A entrevista dessa semana é com o escritor português David Rodrigues.

    http://poetasdemarte.blogspot.com.br/2012/05/haicais-de-alem-mar.html

    Na coluna do próximo domingo, gostaria de contar com a participação dos que se emaranham na blogosfera.

    Elaborem um haicai homenageando a mulher mais importante de nossas vidas(não fiquem com vergonha) e mandem para o meu email:mat_amorim@hotmail.com

    A coluna "Mãe,Haicaí! Cuida de mim!" ficará muito melhor com a sua participação!

    Espero contar com a presença de muitos!

    Desde já, obrigado!

    Muita paz!

    ResponderExcluir
  24. Lindo relatar Vanessa, a felicidade é tão simples, está a nossa espera, dentro das gavetinhas de nosso eu, e muitas vezes o mundo e as ilusões nos confundem, fazendo-nos correr atrás do que desnecessário...

    Abraços mil e ótima semana

    ResponderExcluir
  25. Es precioso tu Poema, como lo describes.
    Me alegra que encontraras al final a esa persona que veías en el espejo, cada vez que te mirabas en el.
    Saludos, manolo
    marinosinbarco.blogspot.com

    ¿Conoces el Rocio? ¿has oido hablar de él?

    Ven a mi blog yo te guiaré.

    No dejes de ver el Vídeo del OLË OLË
    Gracias Vanessa. manolo SEVILLA

    ResponderExcluir
  26. ''O fato de esta longe não significa que tudo estava resolvido'' me identifiquei com esse texto

    http://alguemparaconversa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Não adianta fugir se o problema esta em nós, quando percebemos isso tudo se transforma.

    ResponderExcluir
  28. Lindo demais, vou colocar em dia toda leitura daqui!

    ResponderExcluir
  29. Oi, Vanessa!
    Lendo seu texto, eu me lembrei de alguns momentos em que vivi a angustia de não saber ao certo quem eu sou. A viagem ao fundo da minha alma ainda é uma semente, mas um dia, eu sei que se transformará em uma grande jornada!
    Um grande abraço!
    É sempre muito bom conhecer novos escritores!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações