Novo Aroma





Entre as folhas verdes desse jardim me esconderei,
Não quero ser notada,
Para chegar até aqui passeei entre a suavidade e o espinho,
Na longa peregrinação pude conhecer todos os tipos de flores,
Belas e raras bem cuidadas,
Espinhosas e carnívoras,
Secas e mortas,
Flores de todos os tipos que aos poucos deixariam de existir assim como eu,
Inconformada pensei, pensei sem encontrar a resposta,
Perguntei ao dono dos jardins porque as flores nasciam bonitas e perfumadas e morriam secas e tristes?
Perguntei a ele porque a morte tinha que ser tão triste e porque o fim não poderia ser como o começo?
Ele respondeu-me através do vento que circulava ao meu redor e brincava com meus cabelos:
“No vai e vem do tempo tudo o que é bonito propositalmente perde seu encanto,
Para que as pessoas valorizem-se pelo o que está dentro de si e não pelo que está fora,
A beleza externa finda-se para que a interior floresça,
E que os jardins são como as pessoas e que as pessoas são como os jardins”.

Na verdade eu precisava compreender essa resposta mas ainda não era madura suficiente,
Não entendia, se as coisas aconteciam porque estavam destinadas a acontecer,
Ou se a qualquer momento tudo poderia ser modificado através da “vontade”.

Então pensei:
“Como ainda não compreendo muito bem as transformações causadas pelo tempo dentro do meu corpo,
Prefiro ficar aqui por um instante,
Escondida entre as folhas verdes,
Preciso de um tempo para amadurecer aquela resposta,
Necessito de um esconderijo só por hoje,
Amanhã certamente eu entenderei que o “morrer” não é em vão e que provavelmente também  exala algum tipo de encantamento,
Amanhã quando tudo estiver esclarecido dentro de mim,
Sairei pelos jardins da vida florescendo a compreensão infinita através de um novo aroma...




Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

29 comentários:

  1. Oi Vanessa,

    É verdade, as aparências são só as cascas, o sabor está dentro...

    Beijos, obrigada pela visita e apareça mais vezes...,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. Este teu poema me fez lembrar um escrito do Manoel de Barros, que dentro de um sapo morto tinha nascido flor, no começo olhei para o escrito de Manoel com muita repulsa, mais depois percebi o quão bonito significava aquela flor nascendo no sapo que já não tinha mais vida, que apodrecia.
    Para tudo deve ter sim algo bonito e que conforta, o problema é que às vezes é difícil achar, muito difícil.

    Um beijo flor!

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga escritora, estou de volta, com muita saudade do seu cantinho de luz e emoção. Um grande bjo, tenha uma semana abençoada

    ResponderExcluir
  4. Aparências são só aparências. O melhor é o coração.
    Abração.

    ResponderExcluir
  5. Das coisas más também saem coisas boas...
    Belo texto, gostei imenso.
    Vanessa, querida amiga, tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Gostaria de estar assim escondidinha, só observando as vezes, depois penso que posso contribuir para ajudar em muitas coisas, muito corre pelo pensamento em questão de segundos.

    ResponderExcluir
  7. Olá Vanessa, que seja um aroma inigualável rsrs lindo poema! Bjoooss e ótima semana

    ResponderExcluir
  8. Oi Vanessa, linda essa sua postagem, me fez lembrar de um lindo sonho que vivi, (foi uma projeção astral)e ao chegar em um lindo jardim alguém me dissera ao responder a minha pergunta sobre o tamanho maior e a beleza imensa das flores por lá,(me chamaram a atenção pelo tamanho maior e as cores mais intensas), me disserem que tudo o que existe aqui na Terra é o reflexo do verdadeiro existir no mundo espiritual, portanto um dia seremos mais bonitos ainda quando lá regressarmos!!!
    A Vida sempre continua, sempre!
    Abraços minha linda poetisa!
    Ivone

    ResponderExcluir
  9. Ah, eu falei também na beleza que fenece, como a beleza das flores era a de Brigitte Bardot... O tempo é mesmo um senhor autentico, ele nem quer saber, segue mudando tudo de lugar...

    ResponderExcluir
  10. Oi, Vanessa, estar assim, um pouco reclusa e escondida do mundo, enfrentando espinhos e plantas carnívoras, faz parte do nosso processo de evolução. Doloroso, cansativo, porém necessário. Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente MARAVILHOSO! Essa sua capacidade de captar o óbvio, quando todos já tinham olhado e naõ visto, escutado e não ouvido, nem percebido o sabor e o odor, as cores e a magia, é única e me faz sentir orgulhoso e feliz. Continue deleitando os sensíveis. Um beijo imenso. Augusto

    ResponderExcluir
  12. As vezes precisamos desças ar para ver o sabor verdadeiro das coisas, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  13. Gosto dos teus poemas. Desnudando tua alma, reveste e encanta quem te lê. Num jogo entre o belo e o tosco, o eterno e o efêmero, a vida e a morte no espelho do Tempo, esse ser supremo que nos prende e nos perde...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Olá!Bom dia!
    Tudo bem?
    Nem sempre é fácil trilhar um caminho nesta vida...
    Boa terça!
    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  15. Acho que todos nós procuramos
    dentro de algo um pouco do ser
    que se esconde..E quando menos
    se espera a gente encontra e sai
    da beleza do flor, para sermos
    nós mesmos....Lindo lindo!!!!

    Abraços com todo carinho Rita!!!

    ResponderExcluir
  16. Uma mãe é uma pessoa que ao ver que só ficam quatro bocados de torta de chocolate tendo cinco pessoas,
    é a primeira em dizer que nunca gostou de
    chocolate.
    Às vezes, as palavras se perdem na expressão da palavra Mãe.
    Nenhum dicionário definirá a magia do seu significado e,
    em todos os idiomas, traduz o mesmo sentimento: Ser mãe.
    No decorrer dessa semana só levarei
    mensagem do dia das mães.
    A você mãezinha que viaja comigo
    meu eterno carinho e agradecimento.
    Ser mãe é graça e benção por isso essa semana será só nossa.
    Mães de todo esse mundo .
    Feliz dia das mães.
    Dia das mães é todos os Dias.
    Mãe Amor maior.
    Beijos meu eterno carinho.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  17. Este blog me fascina só estamos esperando seu livro menina.

    ResponderExcluir
  18. Há respostas que só a maturidade nos dá. E camuflar no meio do verde e das flores é uma forma de renascer plena de Primavera da vida.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  19. Que lindo!
    Tenha uma linda semana! Bjs

    ResponderExcluir
  20. Lindo seu poema! Como sempre, nos faz refletir muito. Parabéns!
    Bjinhos no ♥

    ResponderExcluir
  21. oi querida.. o que importa é o que está dentro para também sair por aí florescendo as demais pessoas com nosso aroma... lindo poema um abraço..

    ResponderExcluir
  22. Oi Vanessa,

    Tempo necessário.
    Palavras lindas, significado mais ainda.

    Beijo meu

    ResponderExcluir
  23. As vezes necessitamos de um espaço só nosso, um encontro com o nosso próprio pra entendermos o verdadeiro sentido da vida e o caminho que temos a seguir pela frente..as vezes temos uma necessidade de nos reencontrarmos...

    Beijos....

    Amei o blog....

    ResponderExcluir
  24. Vanessa! Que delicadeza de texto! Lindo, profundo e ótimo para se refletir sobre ele! Tem Selo Comemorativo pra você lá no blog! Uma quarta-feira abençoada! Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Vanessa que poesia linda, acho que temos que botar as coisas que a gente pensa para fora e não esconde-la,já curtir esse lindo poema no meu face, Vanessa desde já te desejo um feliz dia das mães, beijos.

    ResponderExcluir
  26. Vanessa que poesia linda, acho que temos que botar as coisas que a gente pensa para fora e não esconde-la,já curtir esse lindo poema no meu face, Vanessa desde já te desejo um feliz dia das mães, beijos.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações