As Quatro Estações de Vivaldi





Ela dançava e as lágrimas rolavam pela sua face,
Seus movimentos eram lentos, sofridos, chegavam a ser entediantes,
Tentava encaixar seu corpo a melodia,
Dançava aos prantos, envolvida pelo som estonteante das Quatro Estações de Vivaldi,
Dançava alucinadamente para espantar a solidão que assolava seu peito,
Dançava num desespero avassalador.

Extravazou a sua raiva destruindo os móveis do quarto,
Jogou sua mala com força contra o espelho que estava na parede,
Destruindo-o em mil pedaços,
Não suportava mais ver o reflexo do seu rosto enganado,
A decepção sofrida saia pelos poros e enclausurava seu coração.

Horas antes de toda aquela revolta,
Ela esperava-o na estação,
Levava na mala junto com seus pertences todos os seus sonhos,
Ela havia deixado sua vida para viver a dele,
Havia abandonado tudo em nome daquele amor,
Ele enciumado trancou-a numa redoma de vidro e colocou-a em seu altar para adorá-la,
E ela apaixonada abandonou definitivamente a promissora carreira de bailarina para viver ao lado dele,
Decidiram que viveriam intensamente aquele romance bem longe dali,
Ele dizia que estava disposto a tudo para viver ao lado de sua Julieta,
Era assim que ele a chamava,
E ela também, estava disposta a tudo para viver ao lado do seu Romeu,
Fugiriam então naquela noite,
Ela com as malas prontas esperou-o na estação a madrugada inteira,
Mas ele não apareceu, não mandou-lhe bilhete, nem carta, nada.

Ela voltou para a casa revoltada,
Angustiada,
Decepcionada,
E  aos prantos dançava com fúria para tentar digerir sua dor,
Ela dançava para tentar resgatar sua essência,
Mas sabia que apenas seu corpo estava ali,
Pois seu coração e sua alma tinham desaparecido com ele.

Ela dançava sem parar,
Na esperança que antes do fim, da majestosa melodia de Vivaldi,
Ele batesse a sua porta...





Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

28 comentários:

  1. As Quatro Estações de Vivaldi
    Aqui as venho encontrar
    Na dança de arte e liberdade
    Que fazem lágrimas nas faces rolar!

    Desculpa aqui ter entrado
    Sem primeiro pedir autorização
    Com suas artes fiquei encantado
    Foi mais forte a vontade do meu coração.

    Boa quarta-feira,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. Ah! Que mal quando não nos valorizamos e jogamos nas mãos de outrém o "sermos felizes"...
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olá!Boa tarde!
    Tudo bem?
    Belo e encantador...
    ... Ela precisava do chão para que possa bailar com firmeza, e expressar seus “sentimentos” , para levar nos a experimentar todas as fronteiras que o amor nos revela...
    Mas é complicado coreografar amor...
    Boa quarta!
    Beijos com carinho!
    Obrigado pelo carinho da visita!

    ResponderExcluir
  4. Querida Escritora,
    Seu texto é muito bonito, comparável à melodia gigante, vibrante de Vivaldi. Eu acho que você superou-se nesta história marcante.
    Tenha um dia maravilhoso.

    ResponderExcluir
  5. Eu vivo esta dança constantemente.
    Profundo e verídico.

    ResponderExcluir
  6. As vezes desilusões nos tornam melhores como pessoas parabéns pelo poema.

    ResponderExcluir
  7. Vanessa vou aguardar as fotos, esse poema é encantador minha linda parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Desilusão também faz parte da vida...lindo poetar...um abraço

    ResponderExcluir
  9. Sempre me encanto com seus escritos, adorei.

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito das quatro estações
    de Vivaldi.Gostei de ler este texto.
    Um beijinho
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  11. Oi, Vanessa!
    Que texto lindo...e triste também. Conheço algumas "Julietas" que abandonaram as suas vidas em nome de um amor que não durou até o fim da madrugada. E essa melodia de Vivaldi... é o tema perfeito para embalar decepção e esperança juntas.
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  12. Una auténtica sinfonia para los sentidos.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  13. Olá Vanessa
    Uma belíssima e autêntica sinfonia para retratar a dor de um amor sofrido que deixou dilacerado um coração. Belíssimo!
    Boa quinta feira
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Amor e dor...
    Belíssimo poema.Perfeito
    Um beijo Vanessa

    ResponderExcluir
  15. No amor o mundo dá voltas.... Lindo! Abraço carinhoso!
    Uma iluminada quinta-feira!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Que maravilha esse poema ,sem palavras , muito bom mesmo, bem
    acho que sou suspeita em parabenizar
    você...Mas falar sôbre malas acho que
    vc entendeu um pouco né rsrrsrs
    Bjussss com carinho
    Rita!!!

    Confesso que fiquei apaixonada por esse
    POEMA!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Oii Vanessa, na minha opinião ela se livrou de uma encrenca isso sim, antes seguir a vida de bailarina ao som de Vivaldi sem ter que quebrar nada por ninguém que não a mereça de verdade! Bjoooooosss

    ResponderExcluir
  18. Olá Vanessa,

    Muito lindo seu poema. É verdade, muitas vezes para estravazar um dor, saimos dançando ou até mesmo quebrando o que vemos pela frente.
    Parabéns pelo post.

    bjs.

    http://marcia-pimentel.blogspot.com.br/2012/05/lindos-selinhos.html

    ResponderExcluir
  19. Lendo seu poema, acho que todas já passamos algum dia pelas Quatro Estações de Vivaldi, cada um de um jeito. Muito criativo, um abraço!

    ResponderExcluir
  20. Aqui tem arte e muito amor!

    Gostei!

    Um beijo e um abraço!

    ResponderExcluir
  21. Olá querida, adoro seus textos, e este em especial está m a r a v i l h o s o !1A cada dia você se supera!!Bravissimo!! Beijos!

    ResponderExcluir
  22. estou retribuindo a visita ao meu blog e tb estou seguindo vc

    http://3fasesdalua.blogspot.com/

    adorei o seu blog estarei aqui muitas vzs.

    selma

    ResponderExcluir
  23. Vivaldi é íncrivel em seus textos!
    Adorei,parabéns pela escolha!
    Obrigada pela visita,gostei do cantinho..voltarei!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Vanessa! Uma abençoada e feliz sexta-feira!
    Carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. A MUSICA É LINDA E O POEMA TAMBÉM.BEIJOS DE LUZ

    ResponderExcluir
  26. Oi Vanessa, lindo texto,
    realidade escrita de forma poética.
    Muitas mulheres se abandonam pen-
    sando que vai ser feliz vivendo só
    para o outro... engano!
    beijo

    ResponderExcluir
  27. Lindo Vanessa, adorei tudo cá. Passo para dar as boas Vindas, fico feliz que faças parte dos meus amigos. Também ficarei por cá, não por agradecimento (por estar no meu) e sim porque gostei muito mesmo.
    Beijos e desejos de um bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  28. Inevitavel passar pelas desilusões;
    Lindo!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações