Piano e Poesia





Minhas palavras coincidem-se com música,
Escrevo linhas e versos,
Componho minhas estrofes como se delas saíssem os mais preciosos acordes,
Escrevo meus sentimentos, como se estivesse compondo uma melodia, assim como fazia Mozart com suas óperas.
Escrevo por uma necessidade absurda e inexplicável ,
Retiro do fundo do coração as palavras que pela alma são absorvidas,
E transcrevo todos os sentimentos sentidos através das palavras.
Quando a fala me cala,
Silencio-me,
E dentro deste silêncio que esvazia-me,
Preencho-me com as letras do alfabeto,
Junto-as e escrevo.
Sinto as palavras pulsarem dentro de mim,
Elas percorrem profundamente minhas veias,
Para pulsarem juntas com as batidas do meu coração,
E a cada batida, as emoções e as sensações do meu viver,
São definidas pelas palavras que afloram sem cessar,
Do meu eu mais profundo,
E inconsciente.
Dentro de mim há uma fonte inesgotável de sentimentos,
Um oásis que confidencia todos os meus segredos,
Ele traz do fundo da alma meus mais nobres e puros sentimentos,
Que são lançados para fora de mim como melodia,
Pela essência dos instrumentos musicais misturados a minha alma,
Nessa canção minhas palavras são escritas,
Para quem sabe um dia ser lida, ao som de um piano...

Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

13 comentários:

  1. Lindos versos feito canção, lidos ao som de um piano, maravilhoso ler isso tudo aqui, ainda mais em um dia chuvoso, aconchegante minha linda Escritora de Artes, é mesmo uma linda poetisa!
    Abraços
    Ivone

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Como é gratificante poder expressar os sentimentos através dos poemas, ou versos, textos...E, quando esses poemas são lidos, e percebidos a sonoridade contida nas palavras, então, o leitor se vai, tendo os olhos cheios de poesia. E a poesia é a música da letra.

    Gostei muito de vir aqui, amiga, voltarei!

    B eijos da Lu...

    ResponderExcluir
  3. Conteúdo e certa musicalidade há em seus versos, querida poetisa! Portanto, mãos à obra... e logo mais teremos a vez da voz, sem dúvida alguma.
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  4. Sim, querida amiga, você expressa cada palavra como se fosse música solta no ar manifestando acordes de emoção!Lindo!! Piano e Poesia são meus dois amores fazendo-se um! Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Que linda canção, pude ouvir cada acorde! abraços

    ResponderExcluir
  6. Essa combinação mais linda de piano e poesia *.*

    Lindo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Como é bom e maravilhoso expressar
    tudo que sentimos ao som de um piano
    E como fica mais bonito os belos versos feito poema.
    Um grande bj no seu coração
    Abrcs Rita!!

    ResponderExcluir
  8. Se eu fosse um instrumento era um piano, se eu fosse compositora te compunha, dedilhando o mesmo ao som desta poesia.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  9. Olá poetisa:
    Teus escritos são tão profundos que me atento
    a cada dia mais visitar o teu blog.
    Essa tua poesia entra dentro do nosso ser. Muito Linda!
    Parabéns
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  10. Oi, Vanessa, palavras e músicas são mesmo inesgotáveis fontes de inspiração para quem tem sensibilidade tamanha a ponto de deixá-la derramar. Um piano acompanhando o texto seria certamento algo muito doce de se ouvir. Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Belo poema, ou será música, ou quem sabe os dois? Mas, com certeza, belo.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações