Sem saída...


As palavras libertam-me,
Nelas posso expressar as minhas dores,
Sou livre  apenas enquanto escrevo,
Nestas linhas amarguradas tento camuflar minha tristeza com poesia,
Meus pensamentos voam pelo mundo,
Enquanto eu não saio do lugar.

Quando dou um passo adiante,
O vento insiste em jogar-me para trás,
Permaneço anestesiada embaixo da mesa,
Nesta angustia tento imaginar a alegria,
Mas ela evapora-se no ar.

Neste momento perdi o encanto e o brilho,
O reflexo no espelho de alguém sem perspectivas não é meu,
Não me reconheço,
Quando fui destruída reconstruíram-me  pela metade,
Sobrevivi mesmo assim em pedaços.

Agora, até a esperança da oportunidade brinca comigo de esconde e esconde,
Sinceramente cansei de procurá-la,
Cansei de jogar com a vida e sempre perder.

Por falta de vitórias, estou acostumando-me com a derrota,
Estou perdida dentro de um túnel escuro sem enxergar a saída,
Não sei mais para aonde vou, nem onde quero chegar,
Estou incompleta, 
Sem respostas,
Perdida,
E sem saída...





Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

15 comentários:

  1. As vezes estamos no fundo do poço, e basta olhar para cima para vermos as estrelas, e a oportunidade esta diante dos nossos olhos mas não a vemos, jogamos nossas cartas onde não deveríamos, nunca se sinta derrotada, tudo na vida é causa e consequência, mas em tudo podemos mudar, basta estarmos vivos, as vezes pode demorar um pouco pq teimamos em algumas coisas, mas com certeza logo encontramos a porta certa,este poema traduz varas vezes em que nos sentimos assim, mas o duro é que as vezes nos mesmos cavamos nossa cova, agora é sacudir a terra e fazer dela a escada para subir.

    ResponderExcluir
  2. Querida Vanessa, espero que o poema não represente um momento que esteja vivendo, mas se for o caso, tenha certeza que qdo a vida vira as coisas do avesso é p nos ajudar encontrar os caminhos certos, estando perdidos é que nos esforçamos p encontrar o caminho certo! Abçs e ótimo FDS!

    ResponderExcluir
  3. Tenho certeza que vc escreveu o que esta no seu coração, não deixe ninguém dizer que vc não vai dar certo, vc é uma escritora porque não esta usando se dom? Não sei o que faz da vida, mas com certeza este blog mostra o que deveria estar fazendo.

    ResponderExcluir
  4. Você é uma grande escritora, porém tem saída para toda essa sua insegurança: um homem chamado Jesus vai lhe dar todo suporte que ora você necessita. Giga-O e toda tristeza irá se apartar de você.
    Abração.

    ResponderExcluir
  5. És muito sensível!... E as palavras são analgésicos!!...

    Belo!

    Beijos =)

    ResponderExcluir
  6. Momentos esses que tenho passado amiga, não perca a esperança de um novo AMANHECER...

    Deixo aqui um gde abraço.

    Fim de semana de muitas bençãos.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  7. Hermoso poema, lleno de sensibilidad, belleza y espero que nunca te acostumbres a la derrota, esta debe ser el acicate para conseguir la vitoria que tarde o temprano llegara.
    Besos.

    ResponderExcluir
  8. Já me senti assim muitas vezes
    Cai levantei,cai de novo,mas hj
    não deixo que a derrota me vença
    Luto com ela dia e noite,e sei que sempre estou por cima.

    Mas como poema é triste,mas bem escrito como sempre vc faz!

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  9. Alô, você está ai Vanessa amiga? Não te conheço pessoalmente, mas, não se sinta assim, o que agente sente de ruim hoje amanhã passa. Não deixe esse gostinho de sentimentos de tristeza se alojar em ti pensando que não tem saída, tudo tem solução. As palavras de Deus é o túnel da luz e ele te ama, busque a palavra e você terá conforto. Amém

    ResponderExcluir
  10. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir
  11. Muito lindo o poema!
    Quando nos encontramos sem saída, é exatamente aí onde encontramos um novo caminho.

    Bjinhosss XD

    ResponderExcluir
  12. Vanessa

    Excelente descrição de estado de alma. Pergunto-me se isto terá a ver com as mudanças que se fazem sentir no Planeta Terra, porque também eu ando assim, meio cá...meio lá, sem saber se tenho ou não vontade para lutar. Mas isto passa ... claro que sim!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  13. Oi tudo bom? Então, é a minha primeira visita aqui no seu e poxa, estou adorando! Estou seguindo e voltarei mais vezes!

    Também tenho um blog, passa por lá? Te deixo o link dele:
    http://25conto.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Vanessa ... (minha Escritora)

    depois de muito sentir, creio que todos somos anjos caídos, aqui onde estamos...

    a dor acompalhar-nos-á sempre aqui, na Terra... não pense que irá alguma vez não a sentir!!

    escrever, como você faz... como amar, sorrir, ou, em muitas outras coisas, apreciar a solidão nossa amiga, de encontro a nós mesmas,
    são apenas caminhos, de cada um... e desistir de jogar com a Vida, como diz?? nunca, minha amiga

    ela é que brinca connosco, a toda a hora... e perder??

    nunca!!

    e desistir, ou abandonar a luta??!!

    nunca!!
    tb me sinto assim, quase sempre, como descreveu, mas algo me puxa, e espero que esse algo, que ecoa em mim, e que lhe garanto, pouca força tem tido, mas segue sem desistir em mim, também lhe puxe a si, para a não fazer desistir, e sabe... tenho a certeza que você lhe dará o mesmo valor que eu!!

    bem haja, sempre


    Analuz

    ResponderExcluir
  15. Estou vivendo exatamente este momento, estou precisando tomar uma decisão muito importante na minha vida, as vezes acho que estou sem saída, só depende de mim, pois a escolha foi minha, vc retratou minha vida, adorei.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações