Em dias assim...



A chuva não para de cair lá fora,
Este céu cinzento e sem graça se parece com o de Londres,
Em dias assim, me lembro dos momentos,
Que passei viajando,
Relembrar os lugares por onde passei,
Faz-me feliz,
Os aromas que senti,
As paisagens deslumbrantes que vi quando percorri a europa,
O sabor dos pratos,
Do vinho,
Do sorvete italiano,
Do violino tocado com emoção numa praça de Viena,
Lembro-me de um homem vestido de gladiador em frente ao Coliseu,
Do campo de concentração que me deixou emocionada,
Lugares místicos e exóticos que conheci,
A chuva continua sem cessar,
E eu aqui mergulhada nas lembranças,
Do pão caseiro feito pela tia Jacira no Paraná,
E da limonada gelada que ela fazia,
Da reunião em família,
Das partidas de truco, que quase sempre acabavam em briga,
Lembro-me da época da infância,
Éramos tão inocentes,
Riamos como bobos,
Dos amigos que cresceram comigo,
Dos que partiram tão cedo,
Dos filmes de terror que assistia nas madrugadas com  minha irmã Gabriela,
De quando minha irmã Patricia imitou a Madonna na escola,
Eu era sua fã número um, para mim ela era uma artista, sempre senti muito orgulho dela,
Da alegria do meu irmão Luis Henrique ao ver o mar pela primeira vez,
Das barracas no quintal que eu fazia com meu primo Tiago,
Do papo cabeça com a minha tia Cibeli,,
Dos bailes que eu ia com a minha mãe,
Das partidas de futebol de salão com meu pai,
Das broncas que eu levava da minha avó Aurora,
A delicadeza na fala da minha avó Florinda,
Dos olhos azuis do meu avô Vicente,
Da comida da minha tia Ana Luiza,
Da liberdade do meu tio Augusto,
Enfim,
Como é bom relembrar esse tempo,
As lembranças tornam-se mais sólidas que o tempo,
Em dias assim,
As recordações se apossam de mim...






Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

17 comentários:

  1. Boa noite, querida amiga Escritora.

    Lindo, lindo e nostálgico!

    Beijos.

    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir
  2. recordações...

    tantas... desde que começamos a ser gente... e lembrar... o que passou na nossa Vida

    e que somos nós, aqui na Terra, que mais que anjos Caídos??!!

    e porque nos sentimos aqui, muitas das vezes encarcerados, na dor, culpa, arrependimento e mais sentires??!!

    porque nada mais somos que anjos Caídos em busca daquilo que fomos um dia, ou nem fomos, mas que temos que viver, um dia ... o Amor pleno, por tudo e por todos, e isso, passa, como não, pelas nossas melhores e mesmo, piores, recordações!!

    apenas para chegarmos lá, afinal, somos tudo o que passamos até ora!!

    beijo na Alma, amiga, sempre


    Analuz

    ResponderExcluir
  3. São as nostalgias que trazem o embasamento para as suas aspirações no futuro. Meditação proveitosa. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus qtas lembranças lindas
    que coisa boa ler tudo isso,que
    pra mim também traz tanta saudade
    do tempo que não volta mais.
    Chove la fora,e os pensamentos
    Voam!!!

    ResponderExcluir
  5. Linda essa poesia... triste mas cheia de encantos!
    Bjos xD

    ResponderExcluir
  6. Sabia que ontem aconteceu mais ou menos a mesma coisa, devido a tanta chuva fui deitar um pouco e comecei a lembrar de coisas boas da infância, de visitas na fazenda da tia no parana e etc....como dizem recordar é viver, amei!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá Vanessa, o bom de viver bem a vida é ter do que se lembrar nos momentos dificéis ou até mesmo nos momentos como este que vc descreveu, recordar lugares por onde passamos reviver as sensações e até mesmo as travessuras da infancia é sempre muito bom! Abçs

    ResponderExcluir
  8. Hermoso poema, tierno, nostálgico y emotivo.
    Un beso.

    ResponderExcluir
  9. olá minha querida saudades, desculpas não lhe responder antes, estou em uma lan hause aqui em Fortaleza-Ce, pois lá onde estou no interior não pega sinal de internet. Espero voltar o mais rápido possivel,pois a saudade é imensa. Parabéns pelas lindas poesias,e agradecer pelo seu carinho,um abraço apertado!

    ResponderExcluir
  10. Por momentos também eu fiz uma viagem ao passado.
    Adorei esta recordação de coisas boas, sãs as que nos marcam até ao fim da nossa vida terrena.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Gosto desses dias assim... Cheios de chuvas...Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  12. Dias assim é bom para ficar em casa, ver um bom filme, e claro recordar coisas boas, bater um bom papo, gostei.

    ResponderExcluir
  13. Olá Vanessa,conheci seu blog por outra amiga,sou professora, e gostaria de fazer um pedido para que me ajude indo no link abaixo e deixando um recadinho.Estou concorrendo com o meu texto:"Transformando um Sonho em Realidade" no concurso Educação Nota 10 do Globo.
    A seleção acontecerá agora no dia 30/01/2012.
    Por favor, visite o link e deixe um comentário por lá.
    Será que vc pode me dar uma força?
    Conto com a sua ajuda!
    Qualquer problema, postei também o link no post do meu blog, é só ir lá e clicar (http://ler-com-prazer.blogspot.com).
    Obrigada!Paz e Luz!

    Esse é o link:
    http://www.educacao10.syncmobile.com.br/?p=576

    ResponderExcluir
  14. Dias de chuva é uma porta aberta para lembranças.

    Lindo Vanessa!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. muito lindo!! amei seu cantinho e esta mensagem que profunda!! bjsss
    http://www.williansamueloautista.blogspot.com/
    http://soucristaoesirvoajesus.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Em dias assim, um poema que me fez lembrar de muitos da minha família que já se não estão mais aqui, adorável, me emocionei e sorri ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações