Renascer

Por algum tempo, pensei que eu não pudesse ver mais as cores,
Meus olhos enxergavam tudo em preto e branco,
Os dias quentes de sol, inconscientemente tornavam-se frios e chuvosos,
Algo inexplicável acontecia dentro de mim,
E a sensação de vazio dominava-me por inteira,
Não sabia mais para onde ir, mas sabia exatamente para onde eu não queria seguir,
Meditei durante dias, atirei-me no abismo do meu eu, em busca das minhas respostas,
Eu tinha que resgatar-me, antes que  minha coragem abandonasse-me definitivamente,
O quarto estava escuro,
Meus olhos estavam fechados,
Sem pensar em mais nada, mergulhei no meu mar interior,
Viajei através de mim e dentro de mim,
A sensação era indescritível,
Avistei-me sentada ao lado de uma fogueira, dentro de uma caverna escura,
A fogueira resplandecia uma luz incrível, mas não queimava,
Observei sem medo, um homem que por detrás das pedras vinha ao meu encontro,
Ele sentou-se ao meu lado,
A presença dele, fez meu corpo queimar, um queimar sem fogo,
E olhando bem dentro da minha alma,
Entregou-me  um pedaço de papel em branco e uma pena,
E disse-me com uma voz suave:

"Hoje você vai renascer e vai voltar a enxergar as cores como se nunca as tivesse visto, vai valorizar tudo o que está a sua volta, lembre-se, sua vida é o bem mais precioso que possui, é através dela que repercutirá no espirito a evolução, não a desperdice, não entregue-se ao desespero e sim ao amparo, hoje conscientemente, você se resgatará, levará contigo toda a responsabilidade, sobre suas ações e atitudes, terá conhecimento da importancia do seu livre arbítrio, e as consequências de todas as suas escolhas, será inevitávelmente o seu julgamento.
Agora que está ciente de tudo isso, tome o papel e a pena, e reescreva seu destino, não se esqueça que neste papel constará as cores das suas escolhas.

Quando retornei do meu eu, essas palavras passaram a habitar meu coração,
Então,
Compreendi,
E renasci...






Vanessa P.  @ Escritora
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

11 comentários:

  1. É preciso muita força interior para vencer a depressão. Enxergar o mundo em paletas do cinza é muito doloroso.
    Só quem já passou por isso, compreende.
    Muitos beijos

    ResponderExcluir
  2. Um bonito texto. Concordo com o comentário acima, só quem já passou compreende.
    Um beijo e um ótimo fim de semana xD

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga

    O que dizer de tanta ternura?

    O melhor de nós,
    é esta capacidade
    de mergulhar em nossos oceanos,
    e se encantar
    e reencantar por tudo
    o que está em nossas águas.

    Assim se aprende,
    e se renasce...

    Que os sonhos te habitem
    o coração, sempre...

    ResponderExcluir
  4. Concordo com Cem palavras.....



    Olá...Sou escritora e estou sorteando o livro da amiga Adriana Vargas no meu blog:
    Venha participar com a gente!
    “...Não sabe ao menos se me quer como sou, ou se me afasta por ter medo de não ser feliz por toda a sua vida...”
    O Voo da Estirpe é um livro que mexe com o leitor, impossível sair igual após a leitura! A escritora foi completamente feliz na escolha do enredo e principalmente a maneira magnífica de organizar as ideias!
    Forte- ousado-verdadeiro!
    É um livro que vai até as entranhas do ser humano e te desnuda, e desafia!
    Clarice é uma mulher que vive sozinha, não quer apaixonar-se, mas também não quer ficar sozinha. É uma mulher que reflete e sente. Que pensa e questiona!
    Klaus é um homem romântico que desafia os conceitos amorosos de Clarice. Ele a vai guiando até o amor sublime. Tem uma visão privilegiada do mundo e a divide com Clarice - a mulher que ele ama.
    O leitor vai sentir uma imensa paz, vai rir, vai chorar, vai torcer pelos dois! A cada novo capítulo o leitor vai se envolvendo na história e se pudesse, entraria nas páginas e os apoiaria!
    Quantas vezes deixamos de amar alguém por que temos a convicção de que não durará muito? Pode ser por uma diferença de idade, uma doença, diferença geográfica ou religiosa! Deixamos de tentar pelo simples fato de pensar que não dará certo!
    A autora aborda a questão de viver o momento! Ser tão feliz, tanto quanto é possível, no momento.
    Lembrei - me da borboleta, que tem a vida tão curta, mas vive o seu momento de borboleta e é feliz!
    Tenho 2 blogs...mas aquele que estou acessando no momento é do meu livro:.
    Bjs -
    http://amazoniaumcaminhoparaosonho.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Concordo com o comentário do blog sem palavras.
    Dizer mais do foi dito é seria dificil.
    muito tocante seu texto .
    Um feliz final de semana beijos meus.
    Evanir

    ResponderExcluir
  6. Olá Vanessa Querida...

    As escolhas conscientes tem cores, muitas cores... essas são realmente re-nascimentos é verdade amiga!
    Amei tantãooo assim ohhhh!
    Gosto de vir por aqui sempre tem textos maravilhosos.
    Grande e ENORME abraço fraterno e Ótimo fim de semana bem colorido!
    Lecy'ns

    ResponderExcluir
  7. Mai um belo texto, que nos toca profundamente.

    ResponderExcluir
  8. As vezes me sinto a verdadeira
    FENIX ..em viver e renascer da
    cinzas....esse texto mostra isso
    temos que ver por nós mesmos
    Nossa vida e como vc disse as
    Nossas cores ..ameiiii

    ResponderExcluir
  9. Um excelente texto, quantas vezes fui obrigada a renascer, para não partir de vez.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Já passei por momentos preto e branco...renascer...colorir a vida é um exercício diário.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Enquanto estamos vivos podemos renascer, um texto brilhante!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações