A Redenção

Manoela era uma mulher simples, trabalhou sua infância e adolescência na roça para ajudar sua família, teve pouco estudo, mas era muito inteligente. Casou-se e teve apenas um filho, ela era muito prendada, sabia cozinhar muito bem, bordava perfeitamente e quando chegava o natal, enfeitava a mesa com arranjos de flores que ela mesma fazia, tinha mãos de fada.

Manoela quando morava no sitio era dócil, depois do seu casamento e do primeiro filho sua personalidade mudou por completo, numa briga que teve com a família do seu marido, proibiu que seu filho visitasse sua avó paterna, também conseguiu afastar seu marido da própria família, ela não se dava bem, nem com a sogra, nem com as irmãs do marido.
E assim foi levando a vida, amava o filho, mas não conseguia  demonstrar seu carinho por ele, só fazia intrigas, chegava a ser venenosa com a própria família, sua mãe e seus irmãos, seu pai havia falecido quando ela era ainda adolescente.

Manoela não conseguia manter uma amizade por muito tempo, os amigos sempre se afastavam, quando descobriam o quanto ela era maldosa. Para os sobrinhos ela era uma boa tia, estava sempre presente, sempre dava assintência quando estavam doentes. No decorrer da vida, Manoela e seu marido tiveram a chance de subir na vida, abriram uma empresa que deu certo por alguns anos, neste tempo a soberba subiu-lhe a cabeça, enchia a boca quando dizia que era empresária e que tinha vários funcionários, pisou e desfez de muita gente.

Quando seu filho já estava moço, namorou com uma garota que ela odiava, quando ela descobriu a gravidez da nora, sua ira veio a tona, amaldiçoou ela e a criança, numa das brigas desejou até que a criança nascesse sem as mãos. Mas o feitiço virou contra o feiticeiro, a menininha nasceu linda e perfeita. Pouco tempo depois, sua empresa foi a falência, endividados perderam tudo o que tinham, até o único imóvel que possuiam tiveram que vender, foram embora para outro estado recomeçar a vida, só com os móveis da casa e os pertences pessoais. Seu filho também havia rompido seu relacionamento amoroso e o relacionamento com seu pais, também havia partido  para outro estado, e não via mais seus pais e nem a filha. As brigas e ofensas foram tantas, que Manoela e seu marido foram proibidos de ver a neta, depois de um tempo sua ex nora casou-se com outro homem.

Manoela desesperou-se quando percebeu que o amor que sentia pela sua neta era incondicional, a menina era a razão do seu viver. Longe da sua família, longe do seu filho, longe da sua neta, a saudade do lar que havia perdido, fizeram com que ela chorasse lágrimas de sangue, sentiu-se abandonada, sozinha e infeliz, seus dias tinham um gosto amargo, ela sentiu na pele, o sabor azedo chamado  erros irreversíveis que ela cometera pela vida.

Algum tempo depois, contraiu uma grave doença degenerativa, que a princípio atacou seus olhos, quando soube que  não poderia enxergar mais, pediu a Deus que lhe tirasse a vida, pois nada mais fazia sentido.
Uma semana antes de morrer, ajoelhou-se no seu quarto e num gesto nobre, arrependeu-se de tudo o que havia feito, pediu perdão  a Deus, do mal que havia feito para sua nora e a sogra, o remorso lhe corroia os ossos, a vida havia lhe pregado uma peça, sentiu na pele a mesma dor qua a sogra havia sentido, a dor da perda em vida.
Em suas orações pediu a Deus redenção, pelos seus erros irreversíveis, não aguentava mais tanto sofrimento.

Numa tarde de quarta-feira, estava sozinha em casa, havia saido do banho e foi para seu quarto,  quando sentiu um dor terrível no peito, sentiu naquele momento que a vida saia de seu corpo, sentiu-se leve, a redenção de Deus vinha ao seu encontro, elevou seus pensamentos aos céus, no seu salmo preferido.
"O senhor é meu pastor e nada me faltará"

E foi em paz...




Vanessa P. @ Escritora
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

6 comentários:

  1. Conheço pessoas assim, infelizmente passam pela vida desapercebidas das coisas boas que tem e usam a inteligencia para praticar o mal.Se fosse um caso real, diria que infelizmente tudo que esta pessoa fez iria sim pesar sobre a alma.

    ResponderExcluir
  2. Lendo esse texto senti uma
    profunda dor.Mas quando há
    o arrependimento e a fé, com
    certeza Deus tem misericórdia
    Um texto triste,mas bem escrito!!!!

    ResponderExcluir
  3. Adorei ver você comigo! Virei sempre.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga, seu texto bem retrata histórias da vida real, onde muitas vezes, infelismente, nos deparamos com a incompreensão, a discórida, a maldade, destruindo lares e relacionamentos. E como você bem lembrou: para o arrependimento a misericordia de Deus ali está!Parabéns por teu bem escrito texto. Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
  5. Que pena....muitos percebem tarde demais o quanto perderam.

    gostei do texto... serve tbm como alerta para n perdermos nosso precioso tempo ao lado dos que amamos com coisa e picuinhas que só nos levam a danos irreparáveis.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Que tristeza, teve uma vida praticamente perdida, e assim é com muitos infelizmente!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações