O Labirinto do Coração




Meu coração vagava sozinho, dentro de um labirinto invisível,
Pintado a mão numa tela  com tinta a óleo,
Percorria no escuro espaços reais,
Dentro do peito solitário sofria,
Ao invés de sangue, nas veias circulava a tinta preta da solidão,
A sensação de ser eternamente noite, era fria e vazia,
Eu buscava a qualquer custo, meu par no amanhecer pintado de um quadro,
Era uma questão de sobrevivência,
Depois de tempos, vagando perdida dentro de um labirinto abstrato e solitário,
O que eu mais esperava aconteceu,
Uma luz vermelha radiante, pintada com tinta brilhante, veio ao meu encontro,
Essa luz fez meu coração disparar,
Transbordou-me tanto, que a tinta do amor escorreu pela tela,
Alegre e bem disposta, em outro coração fui habitar,
Aquele coração, do meu labirinto resgatou-me, mas me fez observar:
Que um coração solitário, esconde-se no seu labirinto tristonho, e muitas vezes impede de um amor se aproximar,
Mas quando encontra outro coração no caminho, bate contente, e a luz vermelha do amor  acende-se,
Fazendo com que, as armadilhas dos labirintos da dor tornem-se invisíveis pintadas com pincéis multicor,
Então seguimos juntos pela estrada desenhada, sem perceber que a direção é sempre a mesma,
Um outro labirinto pintado nas cores da dor e do amor...


Vanessa P. @ Escritora
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

5 comentários:

  1. Muito bonito esse poema,tbm
    sinto meu coração nesse labirinto
    mas quem sabe um dia ele encontra
    o caminho da saida,para dar
    entrada,ao caminho do AMOR!!

    É emocionante!

    ResponderExcluir
  2. .


    Eu queria me perder no labirin-
    to dos teus olhos. Queria esbra-
    vejar, xingar e até chorar para
    chamar a tua atenção. Eu queria
    me encontrar nos teus sonhos ou
    pesadelos só para entendê-los e
    contigo poder dormir...

    silvioafonso











    .

    ResponderExcluir
  3. Ninguém vai se importar, o que vale é você poder dar um suspiro grande de alegria...aquele bem explosiva que nem cabe dentro do peito. Eu não tô nem aí florzinha, eu mergulho mesmo...a gente só vive se a gente se arrisca...beijos

    ResponderExcluir
  4. Com certeza a vida é um labirinto interminável.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações