Na Corda Bamba

Entre tantos sentimentos tento equilibrar-me,
Na corda bamba da vida, tento manter o controle,
A cada passo desequilibro-me, tento não olhar para baixo,
Não posso cair, eu não teria chance alguma, em queda livre perderia-me,
Mantenho firme meus pés na corda e os braços abertos, para equilibrar meu peso naquele cai não cai angustiante,
Um passo atrás do outro bem devagar,
Quando me dei conta, já estava na metade do caminho,
Mas a rajada de vento, insiste em me jogar ao chão,
O medo toma conta do meu corpo, mesmo assim sinto meus pés firmes na corda,
Olho adiante e vejo que falta pouco,
Pelo menos tenho essa impressão,
Penso que já passei por todas as ventanias possíveis,
Mas o destino surpreende-me, vive pregando-me peças,
Mas nessa batalha pela sobrevivência,
Não rendo-me, não entrego-me, não dou-me por vencida,
Quanto mais forte o vento bater contra meu corpo,
Mais firmes ficam minhas pernas,
Meu objetivo é chegar ao final do caminho,
Minha estratégia é aproveitar os dias sem vento,
Para ir cada vez mais adiante,
Andar numa corda bamba não é fácil,
Mas venha o que vier,
As vezes desanimo,
Penso até em desistir, em jogar-me daquela corda de uma vez!
Mas não posso,
Não quero,
Não rendo-me...







Vanessa P. @ Escritora
Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

13 comentários:

  1. A vida é assim uma inconstante, mas desistir jamais.

    ResponderExcluir
  2. Nossa parece que essa corda
    Bamba é pra mim tbm estou meio
    sem rumo..mas como vc disse não
    desisto jamais tenho fé ,e desejo
    pra vc tbm um final feliz
    parabéns Escritora!!

    ResponderExcluir
  3. É isso aí escritora,
    estamos todos numa fila
    indiana, uns mais adiantados
    outros caindo e por consequencia
    se atrasando,a nossa caminhada
    não é fácil, mas com coragem e
    fé chegaremos lá. Boa sorte na
    corda da vida!
    abraço

    ResponderExcluir
  4. Acho que minha vida inteira
    passei por essa corda bamba viu
    Já cai,levantei,cai de novo levantei
    e por ai vai....Mas meu equilíbrio
    e minha fé me ajuda muito.
    E assim vamos indo..

    ResponderExcluir
  5. Assim vamos aprendendo sobre equilíbrio.
    Lindo!!
    Beijos e feliz primavera querida!!
    Bem vinda tá?
    Gostei demais daqui!!

    ResponderExcluir
  6. Olá...

    Cair, levantar e focar adiante o objetivo, que é a Dona Esperança toda de verde arremessando os passos!
    Avante querida! sempre!
    Forte Abraço.
    Lecy'ns

    ResponderExcluir
  7. Boa noite.

    A vida é mesmo, uma corda bamba. Para seguir em frente, haja malabarismo!
    E de quebra, completamos o show fazendo papel de palhaço.

    Muito obrigada pela honra da sua visita. Eu também estou lhe seguindo e gostei muito daqui.

    Tenha um lindo domingo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Maria Auxiliadora de Oliveira (Amapola)

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    E a ventania que sacode minha vida na corda bamba, me fortalece. Rendição jamais!
    Gostei muito!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. No rendirse, no entregarse, no darse por vencida, luchar, luchar y aunque haya que buscar el equilibrio para no caer, seguir...

    Lindas letras.

    Gracias por tu apoyo en la entrada a mi hijo.

    Saludos muchos y lindo domingo.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo blog querida!
    Essa postagem me fez lembrar de um hino da harpa cristã que amo muito
    ''Firme nas promessas do meu salvador, Cantarei louvores ao meu criador; Fico pelos séculos no seu amor, Firme nas promessas de jesus. Firme, firme, ...''
    É firme na promessa de Cristo: que estaria conosco até a consumação dos séculos, que vamos seguindo nossa vida!
    Que Deus continue lhe dando inspiração amada!
    Fique na Paz do Senhor!=)

    ResponderExcluir
  12. Obrigada a todos que postaram!

    Soudcristo, seja bem-vinda!

    Saudações a todos

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo(a) aqui, comente, se expresse!

Deixe-me que Te Leia...


Voltem sempre e saudações a tod@s!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Não posso, não quero e não vou fugir do que sou, sou a soma de todos os meus atos, sou o resultado de tudo que fiz e vivi, e vivendo na intensidade de mim, me tornei única!



Vanessa Palombo

Categorias

Arquivo

Visualizações